Notícias

Entrevista

Belcinto é primeira empresa de marroquinaria a obter a Certificação Ambiental

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022
Entrevista
Belcinto é primeira empresa de marroquinaria a obter a Certificação Ambiental

Na Belcinto a preocupação com o Ambiente e com a sustentabilidade do planeta não é de agora. São inúmeras as iniciativas que a empresa tem vindo a adotar para reduzir a pegada ecológica. A implementação de processos produtivos mais verdes, a utilização de colas 100% de base aquosa e a produção de energia com painéis fotovoltaicos são apenas alguns exemplos das atividades que a empresa tem vindo a implementar.

A Certificação Ambiental, segundo a Norma ISO 14001,  foi a mais recente aposta da Belcinto. Uma iniciativa que partiu da direção da empresa e envolveu toda a equipa. O processo de certificação contou com o apoio técnico do CTCP e foi a primeira empresa de marroquinaria a obter esta certificação.

Fomos saber as motivações que levaram a empresa a dar mais este passo rumo à sustentabilidade. Entrevistamos Ana Maria Vasconcelos, diretora da empresa, que nos falou desta etapa da empresa. 

Como surgiu a aposta na sustentabilidade? O que têm feito neste sentido?
Nascemos em 1961, e desde sempre que a n/ estratégia passou pela sustentabilidade. Fomos acrescentando, ao longo dos anos, produtos novos para podermos gastar excedentes de matérias. Sempre procuramos minimizar os excedentes internos. Por outro lado, cedemos a artesãos e OSFL materiais excedentários para os seus projetos sociais.
Razões pelas quais optaram por realizar a certificação ambiental (ISO 14001), que melhorias trouxe para a empresa?
A Certificação Ambiental é uma etapa importante da estratégia presente e futura da empresa. Temos sido alvo de várias auditorias feitas pelos nossos clientes internacionais, quisemos, pois, antecipar e agilizar estes processos, e a Certificação 14001 é adequada e imprescindível para as empresas produtivas.
Consideram a sustentabilidade como ponto de diferenciação?
A sustentabilidade tem sido um pilar desde sempre na nossa marca. Tratamos as pessoas de forma a manter relações duradouras, os produtos para que tenham ciclos de vida longo, e proteger o planeta, reduzindo a pegada ecológica.
É rentável, do ponto de vista económico, apostar em produtos sustentáveis?
Acho que o nosso percurso é reflexo disso. Apostamos em produtos de consumo, onde damos garantia ilimitada, temos hoje 90 trabalhadores, e uma unidade produtiva moderna e preparada para a flexibilidade.
Qual a estratégia de sustentabilidade para os próximos anos?
Formação continua dos nossos trabalhadores, estabelecimento de parcerias com clientes e fornecedores, de forma a estabilizar a cadeia produtiva. Redução da pegada ecológica, processos produtivos mais verdes. Produzimos energia, já com painéis fotovoltaicos, usamos colas 100% base aquosa, introduzimos produtos novos na cadeia produtiva, apostamos na diversificação de clientes e mercados.
Como classifica o papel do CTCP no processo de implementação do sistema de gestão?
Para nós o CTCP é um parceiro muito importante, com quem já trabalhamos há muitos anos. Temos plena confiança nos seus serviços, e juntamente com a equipa interna da Belcinto que trabalhou nesta certificação, estamos plenamente satisfeitos com o resultado obtido.


BELCINTO: Uma história que merece ser contada


A histórica Belcinto, empresas que se dedica ao desenvolvimento e produção de artigos de pele e marroquinaria começou em 1961 em São João da Madeira.  A Belcinto começa por produzir cintos de couro, feitos à mão e devido ao sucesso dos seus produtos, cedo ampliou a sua área de atuação, passando também a produzir bolsas escolares infantis, bolsas de viagem masculinas, carteiras, chapéus, bolsas e acessórios femininos.

Hoje, 61 anos depois, a Belcinto continua com uma forte presença no mercado nacional e internacional, caracterizada por um legado único de artesanato com qualidade distinta.

Recentemente apostou na criação da marca Leathergoods, que produz artigos apenas a partir dos restos de matéria-prima de outras coleções, reaproveitando-os e usando-os integralmente, sem gerar novas ‘sobras’ no processo.

A Belcinto produz malas, cintos e chapéus para grandes marcas de luxo internacionais, todos de alta gama e todos idealizados com materiais ecológicos, por exemplo pele curtida de beterraba, biodegradável ou forro orgânico sem metais.

Conheça esta empresa em:belcinto.com

1311

Voltar

Relacionado