Notícias

VAPESOL: Solas certificadas RCS e GRS

quarta-feira, 30 de novembro de 2022
VAPESOL obtem certificação RCS de solas e renovação GRS, com o apoio do CTCP
VAPESOL: Solas certificadas RCS e GRS

A VAPESOL contou, uma vez mais, com o apoio do CTCP na obtenção da certificação RCS de solas. Em simultâneo a empresa alcançou também a renovação da certificação GRS de vários produtos. Estes certificados traduzem o esforço e empenho que a Vapesol tem dedicado à implementação de práticas ambientais e ferramentas de economia circular que promovem a sustentabilidade, no uso dos materiais e da atividade produtiva.

As certificações RCS – Recycled Claim Standard e GRS – Global Recycled Standard, têm origem nas normas RCS e GRS, respetivamente, que são normas da responsabilidade da Textile Exchange. Esta entidade, reconhecida internacionalmente, tem desenvolvido mecanismos que garantem a transparência dos processos de certificação aplicados ao uso de materiais reciclados em substituição de matérias-primas virgens e também da utilização de materiais de origem orgânica na produção de bens de vestuário, têxtil-lar e calçado.

Na Vapesol os produtos certificados de acordo com os requisitos das normas RCS e GRS contêm pelo menos 5% e 20%, respetivamente, de matérias-primas recicladas, que podem ter origem em matéria-prima reciclada adquirida a fornecedores já certificados ou pelo reprocessamento de solas não conformes que resultam de falhas do seu processo produtivo.

No caso das solas RCS, é garantida a incorporação de 50 % de matéria-prima TR reciclado e no caso das solas GRS são utilizados os materiais TR e TPU certificado que pode constituir até 100 % do produto final. No âmbito da certificação GRS, mais exigente, há também evidência em sede de autoria do cumprimento de requisitos de responsabilidade social, requisitos d egestão ambiental e de gestão de substâncias químicas.

Em qualquer dos produtos RCS ou GRS da Vapesol, não é comprometida a qualidade e resistência das solas e são disponibilizadas aos clientes soluções assentes nos princípios da economia circular e da redução do impacte ambiental do setor do calçado.

674

Voltar