Notícias

Crescem as exportações de calçado impermeável

Monday, October 25, 2021
Crescem as exportações de calçado impermeável


Nos primeiros oito meses do ano, as exportações de calçado cresceram 7,8% face ao período homólogo. No total, foram exportados 1118 milhões de euros, para 163 países nos cinco continentes. Ainda que os valores não cheguem aos níveis de 2019, há categorias de produtos que estão em franco crescimento.

“Durante anos, as exportações de calçado estiveram essencialmente centradas no segmento couro e, muito embora essa seja uma matéria-prima de excelência e amiga do ambiente, estrategicamente o setor procurou outras soluções, permitindo, assim, diversificar a oferta e chegar a mais mercados”, explica a APICCAPS.  Para isso, o setor tem vindo a trabalhar com o Centro Tecnológico do Calçado, com dezenas de empresas, universidades e entidades do sistema científico e tecnológico para encontrar soluções alternativas e permanecermos na vanguarda.

A categoria de calçado produzido em novos materiais, nomeadamente plástico, borracha ou materiais têxteis, é um bom exemplo. Destaque para o segmento de calçado impermeável. Se há 10 anos este era um segmento pouco expressivo, hoje já vale 35,3 milhões de euros, mais 62% do que nos primeiros oito meses de 2019.

Na base deste crescimento está não só a mudança dos hábitos de consumo, bem como a própria pandemia, já que muito do calçado utilizado ao nível hospitalar (médicos, enfermeiros e outros trabalhadores) entra nesta categoria de produtos.

Mas não é só. Na base do crescimento das exportações de calçado em novos materiais está o uso massificado de sneakers. O segmento têxtil e de outros materiais está a crescer 30,1% e 12,5%, respetivamente, face ao período pré-pandémico. Em conjunto, estes dois segmentos de produto valem 82 milhões de euros, quase 15 milhões a mais do que nos primeiros oito meses de 2019

Fonte: APICCAPS

253

Voltar