Notícias

Para Milão, com amor

quarta-feira, 13 de setembro de 2023
O Secretário de Estado da Economia, Pedro Cilínio, visitará a comitiva portuguesa na feira
Para Milão, com amor

O cluster português de calçado e artigos de pele, que exporta mais de 95% da sua produção para 172 países, nos cinco continentes, está de regresso a Milão, para a apresentação das novas coleções para o Verão do próximo ano.

No espaço de uma semana, praticamente 80 empresas representarão a oferta portuguesa nos três certames de referência, a Lineapelle (37 expositores portugueses), a MICAM (com 36 expositores nacionais) e a MIPEL (um expositor), que habitualmente ocorrem numa das principais capitais europeias de moda.

Aos grandes protagonistas do setor, como Ambitious, Bolflex, Felmini, Fly London, Lemon Jelly, Profession Bottier, Softinos ou Vapesol, juntam-se agora Calçado Penha ou Solpré, que se estreiam nos grandes palcos internacionais.

O Secretário de Estado da Economia, Pedro Cilínio, visitará a comitiva portuguesa na feira.


Passo a passo

Depois de dois anos de “contingência sanitária”, 2023 é o ano de regresso das empresas de calçado aos mercados internacionais. Desde o início do ano, o setor já integrou mais de 20 iniciativas promocionais no exterior. De acordo com a Associação, “os últimos certames já deram indicações de que se está a regressar a níveis pré pandemia, pelo que é expectável um reforço crescente da atividade promocional do setor nos mercados externos”.

De acordo com a organização das feiras de Milão, em fevereiro último, mais de 48 mil profissionais visitaram os certames, assinalando-se um crescimento na ordem dos 25% face à edição anterior, com destaque para os compradores de Alemanha, Espanha, França e Reino Unido. Os compradores da Coreia do Sul e Japão regressaram igualmente em força ao Norte de Itália.

Para um setor altamente exportador como o calçado, “a promoção comercial externa é decisiva”, recorda a Associação. Para a APICCAPS, “quando os nossos empresários e técnicos do setor viajam, ficam desde logo a conhecer a realidade de cada mercado. Depois, contactam com a concorrência, aprofundam o conhecimento das tendências de consumo e, por fim, vislumbram oportunidades de negócio”. “Não podemos abandonar esta dinâmica, que permitiu ao calçado português conquistar clientes em todo o mundo”, destacou a associação liderada por Luís Onofre.
 
Calçado diversifica
Para além do regresso, passo a passo, aos certames profissionais, o cluster do calçado e artigos de pele prossegue a sua estratégia de diversificação de investimentos. Atualmente, 70 empresas integram o projeto Valorização da Oferta, num investimento total próximo dos 3 milhões euros.

Os investimentos incidem particularmente nos domínios de Assessorias de Comunicação e Publicidade, Adesão a Plataformas Online, Marketing Digital ou Produção de conteúdos fotográficos e multimédia. Prosseguem ainda os investimentos no Registo de Marcas e Modelos e em Websites e lojas online.

Conheça as empresas portuguesas na MICAM e MIPEL

Conheça as empresas portuguesas na Lineapelle

Fonte: APICCAPS
480

Voltar