Notícias

MLV Shoes exclusiva e mais sustentável

Friday, March 12, 2021
MLV Shoes exclusiva e mais sustentável

A marca da produtora de calçado Manuel Lima Vieira traz, para a primavera-verão 2021, propostas com detalhes feitos à mão e baseadas no conceito de exclusividade e qualidade do “made in Portugal”, mas não esquece o cariz sustentável e juntou-se à White Stamp para dar uma vida útil mais prolongada à sua oferta.


Apontamentos de inspiração botânica, como folhas e a textura da madeira, e de inspiração marítima, como búzios e madrepérolas, assim como aplicações de missangas, laços e brilho fazem parte dos sapatos, sandálias e ténis criados pela MLV Shoes.

«Desenhamos detalhes feitos à mão, costurados e concebidos pela nossa equipa com o máximo carinho e certeza de que calçará algo único e exclusivo MLV Shoes», refere a marca em comunicado, anunciando que na coleção para esta primavera-verão, «todos os detalhes contam uma história pautada de feminilidade e detalhes raros».

Branco, bege e dourado suave fazem parte da paleta de cores, juntamente com tonalidades mais vibrantes como o amarelo, o lavanda, o verde e o coral. «O resultado é uma combinação perfeita como uma obra de arte que pode calçar», sustenta a MLV Shoes.

Aos sapatos junta-se uma gama de malas «versáteis», desde mochilas a carteiras a tiracolo, «com detalhes que criam o match perfeito com vários modelos de calçado da estação», indica a marca.

Criada em 2008 no âmbito da Manuel Lima Vieira, uma empresa familiar fundada em 1989 em Escapães, onde ainda se mantém, a MLV Shoes tem «o sonho de ser a marca de referência em Portugal na produção de calçado, sempre com os olhos postos no mundo». Para isso, «em cada sapato que desenhamos e produzimos, aliamos sempre o carácter urbano, contemporâneo e tendência, ao conforto. Para nós, é um fator essencial e nunca o comprometemos», sublinha.

Além de Portugal, está igualmente a ser comercializada em pontos de venda multimarca em França, Grécia e nos países do Benelux, refere no seu website. A venda direta, através da loja online, ao consumidor final tem permitido fazer a aproximação «à mulher real» e «o contacto direto com as nossas seguidoras é para nós essencial para efetivamente compreender as suas necessidades e desejos».

Vida nova para os usados

Alinhado com o consumidor final está também o foco na sustentabilidade. «A crescente preocupação com a sustentabilidade do nosso planeta e o aclamar da natureza como o bem mais precioso da Humanidade, leva a marca a associar-se ao programa Sell 1, Buy 1, da White Stamp», justifica a MLV Shoes.

A plataforma, criada por Marta Rito e Pedro Santos, a que se juntou Rui Mendes, permite «conectar o mercado de primeira mão, com o mercado de segunda mão, através de uma lógica de consumo circular. Os consumidores podem vender os seus artigos de moda usados para financiar novas compras nas marcas aderentes. Por sua vez, os artigos enviados para a White Stamp são reintroduzidos no mercado, como bens em segunda mão, promovendo a sua reutilização», explica a White Stamp.

O objetivo é «diminuir o volume de artigos parados nos roupeiros, com valor e em bom estado, aumentando o seu tempo de vida útil. Assim, não só capturamos valor, como contribuímos para a redução do desperdício têxtil e, consequentemente, reduzimos a pressão sobre os recursos do nosso Planeta», acrescenta a White Stamp.

Além da MLV Shoes, estão ainda associadas à White Stamp, entre outras, a Minty Square, a Näz, a Overcube, a Miss Castelinhos, a Vintage For a Cause, a Elementum e o Armazém das Malhas, podendo os consumidores vender artigos usados de quase 100 marcas nacionais e internacionais.

197

Voltar