Notícias

Competências digitais e técnicos qualificados

são as principais necessidades da indústria no futuro

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022
Competências digitais e técnicos qualificados

O futuro dos setores do TCLF (Têxtil, Vestuário, Couro e Calçado), esteve em debate no passado dia 12 de janeiro, em Florença, no decorrer da Pitti  Uomo, na conferência internacional “The future of Fashion industry: innovations, scenarios, strategies and skills in the textile-clothing-leather-footwear”, no âmbito do projeto Skills4SmartTCLF2030 (www.s4tclfblueprint.eu) e contou com a participação de várias dezenas de instituições públicas e privadas dos setores do TCLF e suas respectivas Confederação Europeias (Euratex, CEC, COTANCE).

Mais de 2000 pessoas participaram no evento: 60 presencialmente em florença e  quase 400 assistiram à transmissão em direto  do evento. Participantes  de Portugal, França, Bélgica, Espanha, Roménia, Alemanha, Polónia, Grécia, Suécia, Hungria, República Checa, Estados Unidos, Brasil, Holanda, Rússia, Ucrânia, Reino Unido, Arménia, África do Sul.

O dia foi organizado pelos parceiros italianos do projeto -  PIN-Polo Universitario di Prato e Politecnico Calzaturiero, com o apoio da Confindustria Moda e do seu comité de Educação. O tema do evento centrou-se na inovação, cenários, estratégias e competências setores Têxtil, Vestuário, Couro e Calçado.

A formação dos jovens, a requalificação dos trabalhadores destes setores são realmente temas  importantes para a Europa, como refereem os três representantes das respectivas cofederações europeias: Dirk Vantyghem - Director-Geral da Euratex (têxtil e vestuário), Carmen Arias Castellano - Secretária-Geral da CEC (calçado) e Gustavo Gonzalez-Quijano, Secretário-Geral da Cotance (couro) que deram inicio ao evento.

Daniela Toccafondi, Presidente do PIN - Prato, coordenou a primeira sessão do evento onde Katarzyna Sulisz, da Euratex, enquadrou os principais problemas nos setores do TCLF enfrentados pelo projecto Skills4smart TCLF 2030.

Em 2020, 36% da mão-de-obra da indústria da Moda tinha mais de 50 anos de idade.
61% das empresas precisarão de competências digitais, 40% das empresas precisarão de competências relacionadas com a sustentabilidade As estimativas preveem a saída de mais de 700.000 trabalhadores do sector da moda na Europa, que terão de ser substituídos. Uma preocupação para o sector europeu, mas sobretudo para as regiões com o maior número de trabalhadores do TCLF: Itália (cerca de 410.000), seguido da Roménia (quase 300.000), Polónia (quase 200.000) e Portugal (cerca de 180.000).

No âmbito deste projeto foram elaborados cenários para o futuro do setor, com o intuito de desenvolver estratégias locais, nacionais e europeias. O resultado para a necessidade de apoiar o setor com estratégias e ações eficazes como: educação, formação técnica profissional e formação superior.

Para Carmen Arias-Castellano, Secretária-Geral da CEC, o Ensino e Formação Profissional (EFP) têm um papel crucial na competitividade das indústrias e das regiões.  Apoiar sistemas de formação profissional que concebam estratégias de especialização adequadas garantirá uma melhor respostas por parte da futura força de trabalho às reais necessidades das empresas. 
Os parceiros do projeto S4TCLF irão tirar partido da dinâmica criada pelo lançamento do Pacto Europeu para as Competências TCLF.

Na segunda parte do evento Alice Marcato, Gestora de Projeto do Politécnico Calzaturiero, apresentou a plataforma de e-learning com os oito cursos de formação desenvolvidos em torno dos novos perfis profissionais que, de acordo com a análise de necessidades realizada no âmbito do projeto , terão um maior desenvolvimento nos próximos anos: Técnico Têxtil, Modelador CAD de Vestuário, Técnico de Couro, Modelador CAD 3D de Calçado, Técnico em Sustentabilidade, Gestor da Cadeia de Abastecimentos, Técnico de Marketing Digital, Analista de Processos de Produção. 

Trata-se de uma grande base de dados de conteúdos didáticos (51 unidades didáticas, 213 vídeos), para orientar e formar os jovens e atualizar os empregados, mas também para definir percursos educativos.

No final do evento, foi exibido um vídeo-documentário intitulado "Inside the Fashion Industry", realizado nas instalações de fabricantes europeus, incluindo portugal e destinado a uma ampla circulação, para informar os jovens sobre as potencialidades e hiperespecializações exigidas pelo mundo da moda.





1076

Voltar

Relacionado