Notícias

Calçado investe 140 milhões de euros para reforçar sustentabilidade, produção e exportações

sexta-feira, 16 de setembro de 2022
Calçado investe 140 milhões de euros para reforçar sustentabilidade, produção e exportações

A indústria portuguesa de calçado está a investir 140 milhões de euros nos três próximos anos para se tornar uma “referência internacional” em soluções sustentáveis e “reforçar as exportações”, segundo a associação setorial.

Com este investimento – concretizado através do ‘Cluster’ do Calçado e Moda, liderado pela Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS) e pelo Centro Tecnológico do Calçado de Portugal (CTCP) – o setor pretende assumir-se como “a referência internacional no desenvolvimento de soluções sustentáveis” e, ainda, “reforçar as exportações portuguesas, alicerçadas numa base produtiva nacional altamente competitiva e fundada no conhecimento e na inovação”.

Em causa estão dois projetos distintos, mas complementares, enquadrados no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e que reúnem mais de 100 empresas, entre universidades, empresas e entidades do sistema científico e tecnológico.

Com um orçamento de 80 milhões de euros, o projeto ‘BioShoes4All’ pretende “garantir uma base produtiva nacional resiliente para posicionamento no mercado internacional”, focando-se na “inovação, diferenciação, resposta rápida e eficaz, serviço, qualidade dos produtos, capacitação e promoção” como fatores de diferenciação face à concorrência.

Já o ‘FAIST’, que terá uma dotação orçamental de 60 milhões de euros, pretende “aumentar o grau de especialização da indústria portuguesa de calçado para novas tipologias de produto” e potenciar “a capacidade de oferta das empresas portuguesas de calçado através do reforço da capacidade de fabricar médias e grandes encomendas, utilizando processos de montagem mais eficientes”.

Ver artigo completo AQUI.

Fonte: Executive Digest com Lusa

150

Voltar