Notícias

Como deve ser o calçado para o pé diabético?

segunda-feira, 14 de novembro de 2022
Programa APDP – Calçado Saudável | Vídeo do Webinar: Como produzir calçado para diabéticos
Como deve ser o calçado para o pé diabético?

O Síndrome do pé diabético (SPD) pode ocorrer a qualquer momento da vida do doente, mas com os devidos cuidados as pessoas com diabetes podem controlar o SPD e evitar complicações graves.

O calçado é um aspeto de grande relevância para as pessoas com o pé diabético, pois a utilização de um calçado desadequado poderá conduzir à formação de úlceras que poderão conduzir a problemas graves nos pés.

A Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP) criou o Programa APDP – Calçado Saudável com o objetivo de atribuir o reconhecimento pela equipa de profissionais da APDP ao calçado que respeite os critérios estabelecidos através da atribuição de um selo “APDP – Calçado Saudável” A APDP definiu os seguintes critérios para um calçado saudável:
1. Base do sapato com largura correspondente à do pé.
2. Biqueira larga, alta e arredondada, permitindo a acomodação e movimento dos dedos sem causar pressão e deixando cerca de um 1 cm da ponta ao dedo mais comprido.
3. A parte superior do calçado confecionado em pele natural ou materiais próprios com forro macio e sem costuras internas.
4. Calcanhar com contraforte estável que sustente o calcanhar, e rebordos que acompanhem, mas não cubram os tornozelos e o tendão de Aquiles.
5. Aperto com cordões ou tiras de velcro, permitindo a distensão e ajuste ao longo do dia em situações de edema/inchaço. O pé não deverá estar nem constrito nem folgado ao andar.
6. Palmilha e sola semirrígidas, de material antiderrapante (borracha ou poliuretano) e amortecedor.
7. A sola deverá ter 0,5 - 1 cm sob a parte anterior do pé.
8. O salto deverá ser estável e inferior a 2 cm (homens) e 4 cm (mulheres).
9. O calçado saudável deverá ambicionar um máximo de conforto

Em suma, as características básicas a observar para um calçado saudável incluem a avaliação da largura, comprimento, altura e sistemas e aperto, que permitam a correta adaptação do sapato ao pé. Tanto os materiais do corte, forro, sola e palmilha, como a altura do salto deverão ser considerados.

Webinar: Como produzir calçado para diabéticos?

No passado dia 21 de junho de 2022, no âmbito do projeto Erasmus+ DIASHOE, o CTCP promoveu o Webinar: Como produzir calçado para diabéticos?, onde foram abordados temas como: a formação online de produção de calçado para diabéticos, os  materiais adequados para este tipo de calçado, bem como o testemunho  da empresa NIMCO, empresa produtora deste tipo de calçado.

O vídeo do Webinar está disponível no nosso canal do Youtube. Aceder AQUI.

O objetivo geral do projeto DIASHOE é informar e orientar os fabricantes de calçado, pacientes, cuidadores informais, profissionais de saúde e vendedores de calçado para melhor enfrentar este problema por via da prevenção e desenvolvimento de novas competências.Os parceiros estão a abordar este temática num curso interativo, digital com estratégias de fabricação para criar calçado adequado, que está dividido em 3 pacotes de educação digital, destinados aos 3 grupos-alvo diferentes e vai estar disponível em 6 idiomas.

SAIBA MAIS EM: https://diashoeproject.eu/
  

Fonte: CTCP

180

Voltar