Terça-Feira 25 de Fevereiro de 2020 Institucional | Mapa do Site | Localização | Contactos | Facebook CTCP Youtube CTCP Linkedin CTCP Instagram  CTCP

Newsletter

Ver todas

Subscrever newsletters




Links
 
 
NOTICIAS
         

  

Google Translate


QREN dá 15 milhões em incentivos para internacionalizar empresas


São 958 as empresas que vão beneficiar dos 15,4 milhões de euros que o QREN vai disponibilizar hoje. Num conjunto de 25 projectos, a moda e o ‘habitat’ são as principais apostas nacionais.

Vão ser hoje apresentados pelo Governo os 25 primeiros projectos que vão beneficiar do  dinheiro do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN). Com um incentivo de 15,4 milhões de euros, estes projectos, apresentados por associações, destinam-se exclusivamente à internacionalização das empresas portuguesas, abrangendo cerca de 958 firmas.

Com este estímulo é esperado um aumento de 18,7% das exportações destas empresas, num total de 515 milhões de euros.

Antecipando em quase um mês o anúncio destes primeiros projectos, o Executivo pretende “dar um sinal de confiança às empresas”, explicou ao Diário Económico, o ministro da Economia, Manuel Pinho, elogiando o facto de estas estarem “a reagir bem, em termos de investimento e de exportações”.

É para o sector da moda que vai a maior fatia dos incentivos (7,90 milhões de euros), mas é a fileira Habitat – que reúne empresas de materiais de construção, mobiliário e têxtil lar – que reúne o maior número de projectos, com um total de sete. A Associação Têxtil de Portugal (ATP), por exemplo, apresentou dois projectos que se inserem nestas categorias, através da Selectiva Moda, o seu braço dedicado à promoção de salões internacionais de moda, e ambos foram aprovados recebendo um apoio total de 2,77 milhões de euros. Paulo Nunes de Almeida sublinhou ao Diário Económico que a campanha de internacionalização já foi lançada, tendo marcado presença em Barcelona, Milão e nos EUA (no final de Março). “Com a antecipação vai ser possível contratualizar e apresentar despesas já realizadas e começar a receber o financiamento”, acrescentou.
A Europa é o mercado para o qual estão orientados mais investimentos, com um total de 60%, mas num esforço de diversificação das exportações, 14% dos investimentos em internacionalização são dirigidos para o Brasil, a Rússia, Índia e China. Os PALOP recebem mais investimentos das empresas de bens de equipamento, enquanto que os EUA, Canadá e México atraem mais investimentos de moda. Sobre o  Médio Oriente e Magrebe recaem as preferências da Fileira Habitat com 50,1% dos seus investimentos.

A Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins apresentou um projecto de 580 mil euros “que visa promover a implementação em mercados como os Emiratos Árabes Unidos, China, Índia e Chile”, revelou o seu presidente. António Saraiva aplaude a antecipação das respostas – previstas inicialmente para 23 de Março – sobretudo, “depois de todos os atrasos e derrapagens na definição das metas”.

Ficha do QREN
-  A maior parte dos investimentos (69%) são direccionados para a participação em feiras.
-  A Europa é o destino de 60,4% dos investimentos elegíveis.
-  A maior parte dos projectos são de empresas do Norte do país (524).
-  As 958 empresas envolvidas poderão ter um aumento das exportações de 515 milhões de euros.
-  Os 25 projectos seleccionados implicam um investimento de 35,5 milhões de euros.


Fonte: Diário Económico, 03.Mar.08

Data:2008-03-03    Visualizações: 1532


Google Translate Imprimir Enviar este registo a alguém
Voltar
Área Reservada

N.º Nif

Password

memorizar-me


ainda não se registou?
Perdeu a password?
Pesquisa de Informação




--------------------------



    Política de Privacidade | Livro de Visitas | Livro de Reclamações