A indústria portuguesa de calçado vem evoluindo de forma muito significativa,
assumindo cada vez mais uma estratégia de aumento do valor acrescentado, onde
a qualidade e consistência dos produtos, as características técnicas e funcionais dos materiais e componentes utilizados, o design inovador continuamente renovado, a flexibilidade e a capacidade de responder de forma rápida a pequenas séries, a marca e o carácter distinto dos produtos, etc., são encarados como elementos decisivos de diferenciação. Deixou de haver espaço para a adopção de estratégias baseadas no preço como elemento principal de competitividade.

Esta estratégia baseada no investimento em factores imateriais, vem sendo reforçada com a utilização de tecnologias avançadas nas áreas da gestão, do apoio técnico e na produção.

Estando em curso a criação de uma nova indústria, justifica-se, ainda mais, a introdução de mecanismos de medição do grau de evolução de cada empresa, na implementação desta estratégia de valor acrescentado.

O Benchmarking surge como uma ferramenta de apoio à tomada de decisões de gestão.

O Centro Tecnológico do Calçado é, desde 1998, Consultor Nacional de Benchmarking (CNB), promovendo esta ferramenta junto das empresas da fileira do calçado, em parceria com o IAPMEI.