Notícias

Pedidos de proteção de Invenções em Portugal aumentam

Indicadores Estatísticos de 2013

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014
 Pedidos de proteção de Invenções em Portugal aumentam

Apesar da manutenção do contexto económico-financeiro adverso, 2013 foi o melhor ano de sempre relativamente aos pedidos de proteção de Invenções em Portugal. Tendo em consideração os pedidos apresentados pela via Nacional (867) e as validações da Patente Europeia em Portugal (3.773), o Instituto Nacional da Propriedade Industrial recebeu 4.640 pedidos.

A via Nacional registou um aumento de pedidos de 8%, para o qual muito contribuiu o crescimento dos Pedidos Provisórios de Patente, que passaram de 458 em 2012 para 510 em 2013.

Embora ainda não existam dados definitivos para as vias Internacionais, a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) disponibilizou no seu site, a título provisório, o número de pedidos da via PCT de origem portuguesa (131) apurados até Outubro de 2013, valor este que supera o total de pedidos (129) verificados durante 2012. A Organização Europeia de Patentes só disponibilizará os seus dados no próximo mês de Março.

As Marcas, os Logótipos e os Outros Sinais Distintivos do Comércio registaram um aumento de 2% em relação a 2012 na via Nacional, totalizando 17.805 pedidos. Tendo em conta a grande sensibilidade destes Direitos de Propriedade Industrial relativos à conjuntura económica, o incremento verificado na procura é um sinal muito positivo.

As vias Internacionais registaram taxas de crescimento mais significativas, com o volume de pedidos de origem portuguesa da via Comunitária a subir 6%, enquanto a OMPI assinala um acréscimo considerável (+45%) nos pedidos da via Internacional submetidos por requerentes residentes em Portugal.

Já o Design Nacional registou um ano de ligeira contração em relação a 2012, com quebras de 7% nos pedidos (400) e 8% nos objetos solicitados (1939). Os pedidos da via Comunitária (916) acompanham a tendência decrescente, exibindo uma quebra de cerca de 20% em relação ao ano anterior.


Fonte: INPI,27.jan.2014
2828

Voltar