Notícias

Com rótulo CTCP

Máscaras que resistem a 100 lavagens já disponíveis no mercado

Monday, September 7, 2020
Com rótulo CTCP
O CTCP já aprovou um modelo de máscaras sociais que resiste a 100 lavagens, sem perda das características necessária para proteger o utilizador do vírus e responder aos requisitos exigidos para este tipo de proteção.
Máscaras que resistem a 100 lavagens <br>já disponíveis no mercado

Estas já se encontram à venda no site do cliente AQUI.

Desde o início da pandemia, o CTCP tem respondido às necessidades das empresas oferecendo novos serviços de avaliação de máscaras de uso social ou comunitárias. Até agora o CTCP já testou e aprovou 70 modelos de máscaras. Consultar a lista completa aqui.

Quem pode utilizar máscaras sociais?
• População em geral.
• Profissionais com risco ocupacional, que não exige a utilização de máscara cirúrgica ou respirador;

Características técnicas
Há duas categorias de máscaras sociais, as máscaras de nível 2 e as de nível 3 (não há máscaras sociais nível 1).
• Caso se destinem à utilização por profissionais em contacto frequente com o público, devem ser de nível 2, isto significa que devem garantir um desempenho mínimo de filtração de 90%.
• Caso se destinem à utilização pela população em geral, podem ser de nível 3, devendo garantir um nível mínimo de filtração de 70%.
• Estas máscaras para além da Filtração/Capacidade de Retenção de Partículas especificada avaliada segundo as EN 14683:2019+AC:2019, Anexo B ou EN 13274-7:2019, devem:
   - Apresentar um desenho e construção adequados e boa respirabilidade (pelo menos 8 l/min conforme a EN ISO 9237:1995 ou no máximo de 40 Pa/cm2, conforme EN 14683:2019+AC:2019, Anexo C);
• Permitir 4 h de uso ininterrupto sem degradação da filtração/capacidade de retenção de partículas nem da respirabilidade;
• Manter o seu desempenho de filtração e respirabilidade ao longo da vida útil definida pelo fabricante (número máximo de vezes que poderá ser reutilizado/lavado).

O CTCP apoia as empresas na realização dos testes e notificação à ASAE ([email protected]).
O tempo médio de resposta é de 5 a 10 dias úteis.

CTCP apoia as empresas na avaliação e qualificação de calçado, luvas, máscaras e viseiras
Com a chegada deste desafio mundial, que é a COVID-19, o CTCP preparou-se e desde o início da pandemia que tem respondido às necessidades das empresas oferecendo novos serviços que vão desde a avaliação e certificação de calçado de moda e de trabalho incluindo testes complementares de lavagem ou esterilização visando o contexto Covid-19 à avaliação de máscaras de uso social, cirúrgicas ou respiradores, a luvas e viseiras. Nestas áreas, o CTCP, para além de ter reforçado a sua capacidade laboratorial investindo na implementação de novos métodos de teste, está a trabalhar com diversas entidades nacionais e internacionais reconhecidas.

Todos estes ensaios e serviços são prestados por uma equipa técnica pluridisciplinar, muito dinâmica, que aposta na qualidade e resposta rápida, e possui elevada experiência na realização e validação de métodos de ensaio e produtos, controlo de qualidade de rotina, controlo para certificação, análise química de substâncias restritas ou proibidas, avaliação do “fitting” dos produtos incluindo calçado, máscaras e viseiras, entre outros.

No contexto da Covid-19, o CTCP apoia também, graciosamente, os fabricantes, disponibilizando informação técnica e apoiando na elaboração das fichas técnicas dos produtos, folhetos Informativos (instruções de utilização dos produtos) e dossiers técnicos dos produtos (a enviar às autoridades aplicáveis, p. ex., INFARMED, ASAE).

Considerando as necessidades dos fabricantes e do mercado, o CTCP criou e disponibiliza o rótulo “Testado Covid-19”, ao qual pode ser associando diferentes classificações de produto como, por exemplo: “Calçado lavável” e “Calçado esterilizável”, bem como a respetiva Declaração de Avaliação que evidencia que os produtos foram testados e cumprem as especificações nacionais aplicáveis no contexto da Covid-19.

Rótulo registado que distingue produtos testados pelo CTCP
O INPI acaba de conceder a propriedade ao CTCP, do rótulo Testado Covid-19”, que distingue produtos testados no Seu laboratório, destinados à proteção contra o COVID-19.
Por forma a ajudar os utilizadores a identificar os produtos que estão testados e cumprem os requisitos legais exigidos, o CTCP criou o rótulo TESTADO COVID-19 que distingue os produtos testados pelo laboratório CTCP. Esta distinção permite aos utilizadores reconhecerem os produtos ou matérias-primas que foram testados e verificados e apurar se estão em conformidade com as especificações técnicas exigidas.





Com este rótulo os produtores e ou fabricantes, que vejam os seus produtos testados pelo CTCP, podem beneficiar de vantagens competitivas como:
- Dá ao cliente confiança e segurança;
- Aumenta a fidelidade do cliente;
- Reconhecimento e prestígio;
- Melhora a imagem de marca.

Para mais informações consulte o site: https://covid19.ctcp.pt, ou contacte-nos através do email: [email protected]


1945
Fonte:

Voltar

Relacionado