Notícias

INPI apresenta Indicadores Estatísticos de 2012

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013
INPI apresenta Indicadores Estatísticos de 2012

Apesar do contexto económico-financeiro adverso, 2012 foi um dos melhores anos de sempre relativamente aos pedidos de proteção de invenções em Portugal. Tendo em consideração os pedidos apresentados pela via nacional (803) e as validações da Patente Europeia em Portugal (3781) o número total é de 4584.
 
A via Nacional regista um aumento de pedidos na ordem dos 4% para o qual contribui o crescimento dos Pedidos Provisórios de Patente que passaram de 395 em 2011 para 458 em 2012.
 
Embora ainda não existam dados definitivos para as Vias Internacionais, a Organização Europeia de Patentes disponibilizou dados provisórios, nos quais se verifica que os pedidos de Patente Europeia de origem portuguesa, registaram um crescimento de 10% (140 em 2012 face a 128 em 2011). Relativamente à Via Internacional (PCT), a Organização Mundial da Propriedade Intelectual também disponibilizou no seu site, a título provisório, o número de pedidos de origem portuguesa (101), verificando-se em relação a 2011 um aumento de 5%.
 
Em 2012 o Design nacional também registou um ano extremamente positivo com aumento, quer nos pedidos (429), quer nos objetos protegidos (2115), de 5% e 30% respetivamente. No entanto, a via comunitária é fortemente penalizada com uma quebra de cerca de 18%.
 
As Marcas, os Logótipos e outros sinais distintivos do comércio são os direitos de propriedade industrial mais sensíveis à conjuntura económica, pelo que não é de estranhar uma quebra global de 9% (17417 pedidos em 2012 face aos 19151 pedidos de 2011). Na via comunitária, regista-se um muito ligeiro decréscimo de 1%. Quanto à via Internacional ainda não se encontram disponibilizados os dados pela OMPI.

Fonte: www.marcasepatentes.pt
2613

Voltar