Segunda-Feira 17 de Junho de 2019 Institucional | Mapa do Site | Localização | Contactos |
 
 
NOTICIAS
         

  

Google Translate


Vamos falar da China?

É, por esta altura, o mercado mais apetecido do mundo. Com 1. 300 milhões de habitantes, a China é o país mais populoso do mundo. Não estranha, por isso, que em termos de consumo de calçado se perfile como o mercado mais relevante, com um consumo que ascende a 3. 985 milhões de pares por ano, ou seja, com uma quota de 18,4% do consumo a nível mundial (dados do World Footwear).

Numa análise mais fina, estima-se que 5% da população chinesa tenha um poder de compra elevado. São 65 milhões de pessoas que viajam com frequência e têm uma real apetência para comprar produtos do segmento alto ou, mesmo de luxo. Esse foi, de resto, o ponto de partida para a sessão que a APICCAPS e o Centro Tecnológico do Calçado de Portugal promoveram, em colaboração com o grupo Bureau Veritas.

De acordo com Matthias Chan, Diretor do Centro de Competência Técnica do Bureau Veritas Consumer Products Services, "o consumidor chinês tem uma forte paixão por bens importados". “Atualmente – continuou - já não existem grandes dificuldade de aceder ao mercado, mais importa, por exemplo, uma informação rigorosa, nomeadamente no rótulo, com dados relevantes sobre a origem do produto, materiais utilizados, prazo de fabrico ou mesmo processos de fabrico”. 

Do ponto de vista do produto, "a grande obsessão atual passa pelo design. Durabilidade e conforto continuam a ser critérios de selecção importantes”, apontou Matthias Chan.

Outros aspectos devem ser levados em linha de conta:  "os produtos importados são testados com grande frequência". Há alguns aspectos particularmente sensíveis com a utilização de cromio 6, " o motivo mais comum para as falha de teste em sapatos e bolsas". Ainda assim, "se uma empresa obtém a certificação dos seus produtos de acordo com os padrões europeus, não deverá ter problemas em entrar na China"

Exportações portuguesas para a China

As exportações portuguesas de calçado para a China têm vindo a aumentar de forma consistente nos últimos anos. Em 2018, Portugal exportou para a China 500 mil pares de calçado, no valor de 23 milhões de euros. Em relação ao período homologo, assinale-se crescimento de 59%, 71%, respectivamente em quantidade e em valor. O preço médio ascendeu a 42 euros, o par. Fora da Europa, a China é já mesmo o 3º mercado de referência para o calçado português, depois de EUA (70 milhões exportados em 2018) e Canadá (31 milhões exportados no ultimo ano).

Fonte: APICCAPS

Data:2019-03-25    Visualizações: 200


Google Translate Imprimir Enviar este registo a alguém
Voltar
Área Reservada

N.º Nif

Password

memorizar-me


ainda não se registou?
Perdeu a password?
Pesquisa de Informação




--------------------------



    Política de Privacidade | Livro de Visitas | Livro de Reclamações