Terça-Feira 16 de Outubro de 2018 é o visitante nº 8 592 411 Institucional | Mapa do Site | Localização | Contactos |
Newsletter
Ver todas

Subscrever newsletters




Links
 
 
NOTICIAS
         

  

Google Translate


Congresso UITIC: Mundo do calçado reunido no Porto

Mais de 450 profissionais da indústria de calçado, oriundos de 33 países concentram-se, na próxima semana, no Porto. Subordinado ao tema “Da Moda à Fábrica: uma nova era Tecnológica”, o Congresso Mundial de Calçado, agendado para os próximos dias 17 e 18 de maio, está a gerar uma grande expectativa a nível internacional. A abertura do Congresso estará a cargo da Secretária de Estado da Indústria, Ana Lehmann.

É o regresso a Portugal do maior evento técnico do setor de calçado no plano internacional. A primeira vez que o Congresso Mundial da UITIC se realizou foi em 1996, em Santa Maria da Feira. Para o Director-Geral do Centro Tecnológico do Calçado, nesse período, “praticamente tudo se alterou na indústria portuguesa”. “Nos anos noventa, Portugal ambicionava ser uma referência na indústria de calçado no plano internacional. Nesse período, iniciaram-se os primeiros investimentos em I&D, nomeadamente com o Projecto FACAP – Fábrica de Calçado do Futuro. Hoje, já exportamos tecnologia para todo o mundo. Evoluímos do ponto de vista técnico, tecnológico, o que nos permitiu oferecer ao mercado um produto de excelência. A aposta na promoção e nas marcas próprias chegaria mais tarde, mas a verdade é que hoje Portugal já se distingue pela produção de calçado de enorme qualidade, mesmo nos domínios mais técnicos, e num serviço exemplar, respondendo mais rapidamente do que os nossos concorrentes internacionais”. 

Grandes especialistas no Porto

O futuro da indústria de calçado a nível mundial vai estar em discussão no 20º Congresso Internacional Técnico de Calçado. “Novos produtos e novos serviços ligados às necessidades dos consumidores”, “Desenvolvimento inteligente e produção: uma revolução tecnológica”, “Sustentabilidade, transparência da cadeia de abastecimento e tendências regulatórias que afetam as fábricas” e “Fábricas centradas no homem e novas formas de gestão” são alguns dos temas em destaque.
Antecipando a atmosfera da 20ª edição do congresso, Françoise Nicolas, Secretária Geral da UITIC (União Internacional de Técnicos da Industria de Calçado) acredita que "será uma ótima oportunidade para conhecer especialistas relevantes das principais áreas de produção de calçado, ter informações detalhadas sobre o estado das inovações disponíveis e familiarizar-se com as principais orientações tecnológicas para o setor de calçado".

Quarenta jornalistas na “Invicta”

Para além de dois dias de conferências, o Congresso da UTIC tem uma particularidade que está a atrair profissionais de todo o mundo: durante três dias, os participantes poderão visitar mais de duas dezenas de empresas portuguesas, conhecendo, no terreno, a realidade nacional. “Há uma grande curiosidade relativamente ao grau de sofisticação tecnológica das empresas portuguesas de calçado, facto que, por si só, motivou a organização de um extenso programa de vistas a empresas”, adianta Luís Onofre, Presidente da APICCAPS (Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos).

Outro dado relevante prende-se com a exposição mediática. Ao todo, 36 jornalistas internacionais deslocar-se-ão a Portugal por ocasião do congresso.

Uma nova ambição Tecnológica

O Congresso Mundial de Calçado ocorre numa altura em que a indústria portuguesa de calçado acabava de renovar a sua ambição de se assumir como “líder mundial na relação com os clientes, através da sofisticação do produto, da resposta rápida e ao nível de serviço”.
A APICCAPS lançou o «Roteiro do Cluster do Calçado para a Economia Digital». Com o  FOOTure 4.0, que prevê um investimento de 50 milhões de euros até 2020, foi criado um novo ecossistema, envolvendo mais de 70 entidades, entre empresas, startups, universidades, centros de inteligência e entidades do sistema cientifico e tecnológico.

O FOOTure 4.0 procura explorar as oportunidades criadas pela Indústria 4.0 e definiu quatro prioridades estratégicas e catorze medidas, nomeadamente criar formas de interação com o cliente num contexto digital e em rede; melhorar a flexibilidade, tempo de resposta ao cliente, inteligência de negócios e sustentabilidade; qualificar o setor para a Indústria 4.0, tonando-o mais dinâmico, inovador e capaz de criar novos negócios; melhorar a inteligência e imagem do setor.

Fonte: ctcp

Data:2018-05-11    Visualizações: 2536


Google Translate Imprimir Enviar este registo a alguém
Voltar
Área Reservada

N.º Nif

Password

memorizar-me


ainda não se registou?
Perdeu a password?
Pesquisa de Informação




--------------------------



    Política de Privacidade | Livro de Visitas | Livro de Reclamações